A estreia do Motocross

71 pilotos vindos do norte e do sul de Portugal

O Motocross foi uma das novidades na Seixalíada 2010. A inclusão da modalidade criou enormes expetativas e reações muito positivas por parte de pilotos, que louvaram a inclusão do Motocross no programa deste ano.

A prova correu bem, reunindo as condições consideradas boas: bom terreno, com curvas e saltos ao gosto dos pilotos, bom número de participantes, existência de ambulância de prevenção, seguro de participação dos pilotos, entrega de troféus, medalhas e t-shirts. Contudo, a organização da prova não foi perfeita. Algumas situações terão de ser revistas no futuro: casa de banho; sistema de som e maior divulgação da prova.

Na prova participarão de cerca de 71 pilotos, vindo de inúmeras regiões do país (norte, centro, Alentejo e Algarve). Por outro lado, sendo o Motocross um desporto maioritariamente do sexo masculino, é de salientar a participação de duas raparigas, que demonstraram garra e poder físico exigido numa prova com estas características.

Os pilotos foram divididos em duas classes de participação, de acordo com o tamanho do motor da mota: MX1 (250cc com motor de 2 tempos; e 450cc com 4 tempos) e MX2 (125cc com motor de 2 tempos; 250cc com motores 4 tempos). Realizou-se uma manga de apuramento para MX1 (apuraram directamente 7 pilotos para a final) e fizeram-se duas mangas para a categoria de MX2 (apuraram-se 5 pilotos de cada grupo, ou seja, 10 pilotos para a final da prova). Depois, fez-se mais uma repescagem MX2 (apuraram-se 2 pilotos) e uma outra repescagem de mx1 (onde apuraram outros 2 pilotos). Assim, no final da prova alinharam 21 pilotos.

 

No final foram distribuídas a todos os pilotos participantes, as medalhas e t-shirts alusivas à Seixalíada. Os 3 troféus foram entregues aos 3 primeiros lugares do final da prova:
1º lugar - Hélder Carvalho (piloto com nº 251)
2º lugar - Domingos Silva (piloto nº 24)
3º lugar - Ricardo Caetanito (piloto com nº 183)

Restante classificação:
4º lugar - Nelson Silvestre (12)
5º lugar - Daniel Xavier (969)
6º lugar - Nuno Moreira (21)
7º lugar - Nuno Calção (8)
8º lugar - Rui Lúcio (60)
9º lugar - André (306)
10º lugar - Carlos Agostinho (247)
11º lugar - João Silva (223)
12º lugar - Rafael Silva (51)
13º lugar - Frederico Dias (132)
14º lugar - António Mateus (111)
15º lugar - Luís Agostinho (308)
16º lugar - Ludgero Torres (26)
17º lugar - Pena (303)
18º lugar - José Pinto (801)
19º lugar - Alexandre Silva (240)

Durante o decorrer da prova não houve incidentes graves, tendo somente ocorrido um pequeno caso nos treinos da parte da manhã, com ferimentos ligeiros. Apesar da chuva, a prova teve uma boa moldura humana, com o público a incentivar os pilotos e contribuir para o espectáculo.

Fotos: Grupo Motard "Os Lusitanos"